Hart of Dixie – 02×09/10 – Sparks Fly / Blue Christmas

hod-2x09

Tenho um anúncio a fazer: Hart of Dixie virou uma série sobre casais. E não, não me incomodo nem um pouco com isto. Vejamos só, temporada passada, mesmo com as aventuras amorosas dos personagens, o plot principal da série era mostrar a adaptação da protagonista, Zoe Hart, nas terras de Bluebell, que são tão diferentes do lugar de onde ela veio: Nova York. Agora, um ano depois, naturalmente, o foco precisava mudar. E Blue Christmas, em especial, mostrou muito bem isto. Zoe nunca se sentiu tão em casa como se sente agora.

Mudando de foco, a série passa a explorar os mais variados – e inusitados – tipo de casais. E o que poderia soar algo forçado, sortido e sem planejamento deu um ótimo ritmo aos episódios. E quando disse que a série virou uma série sobre casais, é porque todos os atuais tramas giram ao redor de algum relacionamento amoroso, seja ele problemático ou não.

E por falar em relacionamento problemático não podemos deixar de falar de Zoe e Wade, esses dois que não sabem se vão ou se ficam. Problemático sim, mas nem por isso deixam de ser menos queridos e menos apaixonados que os outros. Para falar a verdade, talvez eles sim se amem de verdade e realmente mereçam um lugar ao sol. É claro que precisam de muita maturidade para levar o relacionamento adiante, mas aos poucos eles vão se encaixando. Depois de ter estragado o piquenique e as expectativas dele em ter um relacionamento sério com ela, Zoe se viu sozinha e isto, de um jeito ou de outro, mexeu com a médica, principalmente, ao descobrir que gosta realmente de Wade, talvez mais do que ela imaginava.

O interessante é notar que, aos poucos, Zoe e Wade ajudam a mudar defeitos que tanto os atrapalham a ter um namoro sério. Na review passada eu disse que Wade tinha medo de relacionamento, mas na verdade, Zoe tem tanto medo quanto ele. Acredito que a médica sente isso por ele ser meio fanfarrão, não dizer o que sente e não se prender a ninguém. Mas se passa a mudar estes defeitos – não o de fanfarrão, porque este ela não deve perder nunca -, vejo claramente que Wade quer se prender a nossa médica querida e passa a adotar posturas mais maduras, que claramente chama atenção de Zoe, que só depois da ajuda da mãe, percebe que seu lugar é ao lado dele.

hod-2x10

George e Tansy vieram em um ótimo momento e o que, à primeira vista, pareceu estranho, ergueu o astral da série e chega a ser fácil torcer para os dois. Foi uma ótima escolha terem trazido de volta Tansy para ficar com o advogado, que andava meio jogado de lado, passando a trilhar, finalmente, longe de Zoe e Lemon. Engraçado disso tudo foi ver que, em nome do “amor”, ele até cometeu um crime, sendo cúmplice de Tansy ao roubar Dolly Parton. Mesmo gostando do recente casal , agradeci muitíssimo, por não ser ele o dono daquele anel de noivado. Uma coisa de cada vez, não precisamos nos precipitar.

Não gosto de criticar casais, mas não tenho alternativa senão falar mal de Lavon e Ruby. Nada me convence que eles formam um casal interessante, com algo a acrescentar a história, muito pelo contrário. Juntos eles travam tramas que, com certeza, seriam mais interessantes. Não tinha como o casal dar certo. Ruby vai embora para Dallas, além de Lavon não gostar de cidades grandes, ele nunca deixaria Bluebell e já sabemos que relacionamento à distância nunca dão certo. E, por ela ir embora, tá mais que na hora de investirem na história de Lavon e Lemon, que, para falar a verdade, nunca foi bem trabalhada e é uma das que mais me interessa.

Porém, não vejo Lemon e Lavon acontecendo tão cedo, ainda mais agora que ele está possesso de raiva da loira e até aceito a raiva do prefeito. Lemon não precisava ter falado que Ruby não foi o único amor dele, porém, contudo, todavia, ela agiu muito no impulso, porque não aguentou ver Ruby se exibindo para ela, dizendo que sim, ela foi o único amor do prefeito. Espero que esta seja a última vez que eu fale de Ruby aqui, e que ela fique para sempre em Dallas, fazendo o que ela mais gosta: incomodando as pessoas.

Nada mais fanfarrão que Brick e Shelby dentro da casinha do papai Noel fazendo Deus sabe o quê. Aliás, acredito que Ele não quer saber o que eles fazendo. E olha que eu não botava muita fé neste casal, que foi unido graças a um aplicativo para celular que auxiliava na hora de se vestir. A ironia do destino foi que, na casa do Santa Claus, eles não estavam tão preocupados assim com roupas, para a infelicidade de George que foi obrigado a ver tudo e vai ter que pagar por meses de terapia.